redacao @ hierophant.com.br quarta, 26 de novembro de 2014

Vida de blogueira


mesinha

Quando eu tinha cerca de 30 anos, o mundo virtual parecia um arco-íris. Cheio de novidades coloridas que prometiam um baú cheinho de tesouros no final do caminho. E a promessa de tesouro era verdadeira. Quantas novidades que nos encantam! Quanta facilidade para obter informação... Alcançamos muitas coisas que antes eram inacessíveis. O público tem um mar de possibilidades e navegar nunca foi tão fácil. Links que ligam páginas a mais e mais páginas. Quando nos damos conta, nem sabemos como caímos ali.

Mas aqui desse lado, para oferecer todas essas possibilidades, somos como caçadores à procura de iscas que possam fisgar o internauta mais exigente. E a rapidez tornou-se a palavra-chave para quem trabalha nesse mundo virtual. Sempre atrás das melhores fotos, de frases que toquem as pessoas, de histórias que comovam ou que façam rir, atrás da notícia mais fresca, da curiosidade mais interessante, do design mais descolado. Além de tudo isso, ainda temos que tomar o cuidado constante de não cair no lugar-comum e não soltar nenhuma besteira!

Seguramente afirmo que qualquer blog ou página de facebook que você conheça e que seja popular, carregando centenas e milhares de seguidores fiéis, são consequência de pessoas que começaram isso por amor. Não estou aqui me referindo à nenhuma página comercial, mas as que distribuem beleza e entretenimento gratuitos.

As estatísticas são cruéis para nosso mundo virtual. 90% dos blogs páram de ser alimentados nos primeiros três meses de vida, nos próximos seis meses lá se vai outra leva abandonada e dos que sobrevivem a isso, acho que nem 1% ganha dinheiro através deles. Tudo depende de não deixar a peteca cair. Amor por nossas criações virtuais talvez nem seja a palavra certa. Segue mais o estilo paixão perturbadora, daquelas que não saem da nossa cabeça. A paixão conquista a dedicação, e sem ela não damos conta. Para quem cria e escreve também então, demora... demora muito. Depende de inspiração, pesquisa, leitura e releitura. Esboçamos, colorimos, apagamos e refazemos até alcançar um resultado que nem sempre era o que desejávamos. E no final dá um prazer danado de bom na gente.

Hoje a internet é alimentada na maioria por pessoas que não ganham um centavo com isso. É puro prazer e desafio pessoal. O sonho de faturar através dessa paixão é praticamente unânime na mundo da blogosfera, mas raramente se torna realidade. E na ânsia por tentar, muita gente deixa de lado a qualidade dos textos e da veracidade das informações. Mas no final, quem decide quem fica no topo ou não é o público. É como um BBB virtual em que o “Paredão” é formado pela ausência de visitas, de curtidas e comentários.

Da minha parte, sigo aqui, teimosamente. Aqui ficarei enquanto tiver alguém para ler. Continuo me alimentando de e-mails, comentários e curtidas. Mas o que ainda não contei para vocês, é que na busca de temas e informações, todo dia aprendo alguma coisa nova ou conheço um escritor diferente. Descubro lugares desconhecidos na procura por fotos especiais. Tenho a alma regada pelo trabalho de inúmeros artistas distintos de todos os cantos do mundo. No final, eu recebo bens muito mais valiosos que dinheiro.

https://www.facebook.com/SonhosEmMosaico
http://sonhosemmosaico.wordpress.com


Artigos semelhantes TODOS POSTS
Praesent lectus orci

Sinto falta de mim... photo

Sinto falta de mim... Mim não existo? Mim não faço nada? Mim não aplico?   Que veem de longe para explanar alguns instantes. Que assemelha [...]
Praesent lectus orci

Olhar é espelho... photo

Daquilo que vejo e também transpõe o que desejo.Daquilo que repasso bem como o que resguardo.Daquilo que percebo como verdade ou permito-me sonhar.Daquilo que [...]
Praesent lectus orci

Meditação photo

    Quando medito entro em contato com o templo mais belo e luminoso. Quando medito sou um diamante valioso. Lapidado a cada meditação, a cada gesto de [...]
Comentários