AS QUATRO ESTAÇÕES

Postado por Elenice Bastos em 20/05/2017 17:15:02

 


Não. Não são as estações de Vivaldi...muito embora, possuam igual beleza. Refiro-me às estações do ano. Apesar dos pesares e dos dias difíceis pelos quais passamos, falar da natureza, sua beleza e sabedoria, acredito eu, ser uma forma de relaxar, repor as energias e aliviar as tensões. No Brasil continental, não temos muito bem definidas todas as estações. Porém, em alguns outros países, essa variação se dá de forma bastante acentuada e são diferentes das datas no Brasil. Aprecio todas as estações. Não sei se de forma igual, mas todas possuem seu charme, seu encanto, sua particularidade.

VERÃO: 21 de dezembro a 20 de março. Há quem não goste. Para quem precisa trabalhar, diariamente, vestindo roupa social, terno e gravata, por exemplo, o verão pode sim, parecer tortura...No entanto, em dias de folga ou feriados prolongados, quem não gosta de curtir uma bela praia com direito a uma deliciosa bebida bem geladinha? Eu, particularmente, vejo o verão como, apesar do calor, a estação da alegria. Os dias são mais longos, as noites mais curtas e as chuvas são torrenciais. Ah, quem nunca tomou banho de chuva no verão? E aquele maravilhoso arco-íris, logo depois da chuva? E, os pores do sol, cada um mais lindo que o outro? Verão é a estação do corpo bronzeado, dos rostos coloridos mostrando largos sorrisos. Nessa estação me transporto para lindas praias desse nosso país tropical e sonho com a leve brisa soprando o corpo aquecido e colorido pelos raios dourados do nosso grande astro rei. E o verão se despede, todos os anos, com as águas de março fechando mais um ciclo e gentilmente, cedendo lugar para a próxima estação.

OUTONO: 20 de março a 20 de junho. Ele chega devagar...e a paisagem vai ganhando um tom diferente, alaranjado mesclado com o marrom das folhas das árvores que, aos poucos, vão se desprendendo dos galhos, tecendo, sobre o chão, um lindo tapete tom sobre tom. Assim é o outono. Os dias já não são tão longos e as noites vão ganhando maior permanência. A brisa, agora, sopra de forma mais refrescante, capaz até, de nos provocar arrepios na pele. A temperatura é amena, um pouco mais quente à tarde. Como são encantadoras as paisagens do outono. Quem na face da Terra, tendo no peito um coração que ainda bate a favor da vida, seria capaz de ignorar as maravilhosas” maple trees”( árvores presentes no Canadá ) com suas características folhas vermelhas? É de tirar o fôlego. Vejo o outono como a estação da introspecção. Quando nos recolhemos e refletimos sobre os mais diversos temas, sobre nós mesmos, sobre a vida. O outono, com seu jeitinho ameno de ser, vai devagarinho, nos preparando para a etapa seguinte. As árvores já se encontram despidas, a noite chega precipitadamente e o vento gelado começa a soprar, avisando que o inverno já vai chegar.

INVERNO: 20 de junho a 22 de setembro. Alguns o amam, outros o odeiam. Confesso que não sinto por ele, grande atração, no entanto, reconheço que até mesmo o inverno possui seu lado elegante, sedutor e belo. Quando penso no inverno, o inverno europeu, por exemplo, logo o pensamento passeia pelos cafés da cidade luz, Paris. Puro charme. Pessoas circulando elegantemente pelas ruas com seus trajes de frio, esbanjando “glamour”. Mas não só em Paris o inverno apresenta-se bonito e charmoso. Para os adeptos dos esportes radicais, existem as estações de esqui em várias outras cidades europeias onde a neve costuma cair. É de extrema beleza observar os pequenos flocos de neve, devagar e delicadamente, fazerem pouso na branca paisagem. Bem, mas não precisamos ir tão longe para aproveitar tudo de gostoso que essa estação tem para nos oferecer. Para os românticos, por exemplo, pode haver programa melhor do que a degustação de um bom vinho ao som de lindas canções aquecidos pelas chamas da lenha inflamando na lareira? Delícia, não é? E, se nada disso interessar, temos ainda, algumas boas opções. Um pouco mais simples, mas nem por isso menos prazerosas. Que tal numa noite fria de inverno, vestir um confortável pijaminha, preparar a pipoca e assistir a um bom filme na tv? Ou, sob os macios e quentinhos cobertores, iniciar a leitura daquele livro há tanto tempo comprado e nunca lido? Opções não faltam, até que gota a gota, os cristalinos flocos de neve, cedam lugar para que o colorido, volte a reinar. E ela chega...rainha, princesa, feminina e bela.

PRIMAVERA: 22 de setembro a 21 de dezembro. A primavera, estação mulher. A rainha das cores. Chega aos pouquinhos, ainda em botão. Timidamente, vai desabrochando, conquistando, vai encantando e seduzindo com seu alegre colorido. Sou suspeita para falar da primavera. Talvez, seja a minha estação preferida. Ela chega trazendo equilíbrio, claridade, renovação, beleza. Na primavera os dias não são quentes nem frios, são confortáveis, são equilibrados e harmônicos. Ela vem perfumando, enfeitando, encantando. Vem florida, colorida. Traz consigo, lírios, dálias, margaridas, rosas, girassóis, violetas, orquídeas, tulipas...uma verdadeira explosão de cheiros e cores. E as damas enfeitam e perfumam as noites, assim como os jasmins o fazem, também, na pureza de sua brancura. Atraem abelhas, enfeitiçam beija-flores e borboletas. Enfeitam jardins, alegram corações. As flores da primavera estão presentes em todos os eventos, sejam eles alegres ou tristes. Porque simbolizam o amor, o florescer, o renascer. Na primavera, qualquer programa é bem-vindo. Um passeio no parque, uma viagem, uma corrida no campo, cavalgadas, ou, simplesmente, não se fazer nada, apenas ouvir a passarada nos seus afinados e melodiosos cantos de puro encanto. Assim, como as outras estações, ela tem seu tempo. Ela cumpre seu ciclo. E quando o desabrochar já não vigora, sabiamente, novamente, o ciclo se completa e, cede a vez e tudo se repete.

Assim é a vida. Como nos ensina a Natureza. Há ciclos onde o suor nos escorre à face. Vem a seguir, o alívio. E novamente, tempos depois, nos sentimos congelados, perdidos e sozinhos, até que, outra vez, a vida nos sorri, renasce e floresce.


E, você? Qual a sua estação preferida?

Elenice Bastos.

 

IMAGEM: As quatro estações do ano. (Novaprint).

 

 

MARCADORES:

Estações ano verão outono primavera verão beleza gratidão natureza