O VOO DA CRIAÇÃO

Postado por Elenice Bastos em 05/10/2017 12:17:19

 

Não digam, por favor, ao músico, ao poeta, ao pintor, ao escritor, ao escultor...como compor, como tocar seu instrumento, como alinhar as rimas, como pintar, como escrever ou como esculpir suas obras de arte.

Não, não façam tamanha estupidez!! Não abafem as notas. Não interfiram na perfeita arrumação das letras, dos parágrafos, das linhas, tecendo lindos versos. Não escolham as cores, deixem que se misturem e se transformem em tantos outros tons...de azuis, laranjas, amarelos, verdes. Permitam que lindas histórias ganhem um desenrolar de emoção, aventura, sofrimento, amor, dor ou felicidade!!! Não exijam dos escultores curvas perfeitas, elas não existem. Nem na arte, nem na vida.
Digam sim ao maravilhoso dom da criação. Digam sim à inspiração divina que nasce do fundo da alma. Apreciem o belo. Criem espaços, oportunidades, facilidades, para que pessoas especiais possam exibir, expor e mostrar a todos seu poder divino de encantar, criar e tocar com profundidade corações sedentos de emoções.

Jamais peçam a qualquer um desses artistas uma adequação voltada para A, B ou C. É como exigir do pássaro preso na gaiola o seu mais afinado canto. Pássaros cantam alto e felizes quando podem voar, quando livremente, podem escolher onde pousar e cantar.

Ouçam as canções, apreciem as pinturas, leiam os poemas, viajem com as leituras e as fotografias...toquem as esculturas nas profundezas de cada entalhe mas, jamais, calem a voz, amarrem as mãos, construam muros, imponham barreiras àqueles que de forma única, exclusiva e livre, vieram ao nosso mundo trazendo o que há de mais belo, verdadeiro, humano e encantador. Fazendo despertar em nós, a felicidade sem preço, o encantamento sem disfarces, os verdadeiros sentidos e a liberdade sem repressão.

Elenice Bastos.

IMAGEM: "PEDESTAL" (Alexandra Reeves).

 

 

MARCADORES:

arte originalidade criação beleza