quinta, 27 de abril de 2017

O conhecimento traz comprometimento individual e com o todo!


Nossa existência é permeada por acertos aqui, alguns deslizes ali e mais algumas topadas acolá. Assim seguimos a cada dia lutando para aprender um pouco mais, aprender com o outro ao lado, com a família, com aqueles que cuidamos e que nos cuidam, aprender até mesmo com nossos desafetos.... Não é aprender a ser perfeito, mas aprender a ser cada dia mais humano e generoso, mais tolerante e afetuoso conosco e com quem nos cerca. Que tenhamos a simplicidade de rir de nós mesmos, diante principalmente de alguns deslizes que possamos cometer.

Existe uma máxima: "a ignorância salva", porém a medida que vamos crescendo e buscando qualquer tipo de conhecimento vamos saindo da ignorância, e então já não podemos nos dar ao luxo de falarmos coisas nem de agir sem pensar, assumimos certo comprometimento ao buscarmos conhecimento. Agir sem pensar é gerar sofrimento para nós e para aqueles que nos cercam. Não é questão de certo ou errado, de apontar culpado aqui e ali, é simplesmente olhar e perceber "putz, vacilei!" e então levar essa vivência consigo e evitar repeti-la inconsequentemente. Isso é o dever de todo aquele que já não vive na ignorância, somos responsáveis pelas nossas palavras e atitudes e devemos nos conscientizar sempre disso. Nada de julgar nem procurar culpados, pois se assim for, somos todos culpados.

Quando vivemos em grupos, virtuais ou físicos, sempre vamos nos deparar com o mal-entendidos, com palavras mal colocadas e ainda com o fato de que às vezes o que eu digo pode chegar aos ouvidos alheios da forma diferente do que realmente eu quis dizer. É um trabalho constante lidar com grupos, principalmente de exercitar o encontro direto com aquele que manifesta algo e é incompreendido. Busquemos sanar nossas dúvidas sobre algo que alguém disse ou deixou de dizer diretamente na fonte, afinal será o único lugar onde poderemos encontrar a verdade, o resto será apenas especulação e fofoca, já que não podemos dizer ao certo o que passa na mente do outro.

Dizemos coisas lindas através de diversas mensagens e é possível ver que o maior desafio é vivenciar de fato tudo isso de lindo que compartilhamos todos os dias. Talvez não devessemos ser tão duros conosco e nem com o outro, afinal quando nos amamos integralmente, somos capazes de amar a tudo e a todos.

 

Lembremos sempre de não tirar conclusões precipitadas, não levar tudo para o lado pessoal e dar o melhor de si respeitando o seu limite e do outro.


Artigos semelhantes TODOS POSTS
Praesent lectus orci

SE ENCONTRAR photo

A gente vive buscando algo ou alguém que nos ajude nessa caminhada que dependendo de como você a olha, pode parecer longa e solitária. Mas a verdade é [...]
Praesent lectus orci

O que aprendi com os 30 anos photo

Entra o mês de maio, e com ele a tão esperada e desesperada chegada aos 30 anos. Nada de ”depressão pré aniversário”, ou crise [...]
Comentários