Alma Livre

Be free

Postado por Daniel Gomes em 13/05/2017 20:30:02

Sabe, estava a escutar uma das minhas músicas favoritas, quando de repente começo a me imaginar livre! Não que eu esteja preso, bem como me sinta preso, aliás não fisicamente. Sinto-me como se a minha alma estivesse faltando um pedaço, pedaço este que não é completo por outra pessoa, nem muito menos algo material. Bem, acho que boa parte de quem está lendo imaginou que seria uma viagem, bem, acertaram!

Uma alma livre não é aquela que tem tudo o que quer, mas aquela que quer tudo que tem, não que isto seja um ponto de vista egoísta ou até mesmo narcisista. O que eu quero retratar é que uma alma livre ama os simples detalhes, as coisas pequenas fazem uma felicidade imensa, não que eu esteja com uma mentalidade pequena ou que seja um daqueles caras que abrem a boca para falar: “Eu quero viver com pouco dinheiro, apenas para pagar minhas contas e viajar”, não mesmo! Sou a favor de lutar para que você consiga sua liberdade financeira, bem como se tornar uma pessoa rica! Logo mais à frente entrarei no mérito desta divergência de pensamentos, por enquanto vamos nos concentrar em definir os mínimos detalhes. Ora, como posso não me alegrar com o meu cachorro me lambendo pela manhã, mesmo eu querendo acordar um pouco mais tarde? Como posso ficar chateado com minha namorada quando ela quer assistir um filme de vampiros, enquanto eu quero assistir um documentário sobre a Segunda Guerra Mundial? Sabe esses detalhes que ninguém, ou pelo menos quase ninguém se atenta? São eles que fazem os nossos futuros! Certa vez estava lendo alguns posts no instagram sobre motivações e em um deles falava assim: “Não esqueça para onde vai, mas também não esqueça de onde veio”, que frase SENSACIONAL. Jamais imaginei que aquela frase pudesse me acertar tão em cheio quanto um golpe dos treinos de Jiu-Jitsu. Sabe a alma livre ela anseia por pequenos detalhes e o pequeno maior detalhe são as viagens, são os momento que ela passa. Você já deve ter se perguntado, porque eu não faço outra viagem igual àquela do ano passado, ou do mês passado? Bem, nem eu mesmo sei responder isto, porque eu também sinto saudades da viagem que fiz ao Rio de Janeiro e o mais cômico disso tudo, é que eu vociferava em alto e bom som que jamais gostaria de visitar o Rio de Janeiro e hoje vivo querendo voltar!

Apesar de querer voltar ao RJ a minha alma livre, não anseia voltar apenas para lá, ela anseia voltar para um lugarzinho bem mais que especial. Brasília, como alguns já sabem, foi o meu ponto de ignição para algumas mudanças, bem como o ponto alto de algumas das melhores decisões que tive o prazer de tomar. Sinto falta não apenas da capital, mas sim de algumas pessoas a qual tive o imenso prazer de ter ao meu lado em alguns dos meus piores momentos. Óbvio que não foram mar de flores, mas essas experiências me fortaleceram, me deixaram com um olhar mais amplo sobre algumas situações que se eu estivesse aqui na minha atual cidade, eu com certeza não teria adquirido e saber que estas coisas contribuíram para um propósito ainda maior me deixa muito feliz e contente. Mas eu não quero falar apenas do que me aconteceu lá, queria lhes falar sobre um sentimento que temos, algo tipo ansiedade, mas na verdade não propriamente dito, existe um sentimento, o qual não consigo distinguir ainda, mas é algo do tipo quando você escuta uma música e lembra que poderia estar fazendo algo com alguma pessoa em algum local de seu interesse, no meu caso Brasília com meus amigos.

A alma livre ela se caracteriza pela simplicidade, mas também é destemida, audaciosa, ambiciosa e não acomodada. Pessoas de almas livres tem uma característica ímpar diante da sociedade, elas não conseguem se submeter ao rotineiro, nem ao normal, elas sentem sede de algo a mais, algo que traga a elas um prazer eterno. Dificilmente encontram-se pessoas de almas livres que associem seu prazer com o prazer momentâneo, elas sacrificam-se para uma causa maior, elas se planejam para exercer o que sempre sonharam. Você pode ter uma alma livre e não sabia, na verdade até teve este sentimento, porém o trancafiou. Permita-se viver o que ninguém viveu, permita-se ser o que ninguém foi, permita-se ir a lugares que ninguém visitou, conheça pessoas que ninguém conheceu! Sabe o que é mais legal em ter a alma livre? São as amizades, pessoas assim são rodeadas de amigos, aliás, são rodeadas de momentos! E é exatamente aqui que começo o verdadeiro texto. Você já pensou em se matar? Ok, antes de continuar, quero deixar claro que isto não é uma despedida e que não penso em me matar, faz parte da minha linha de raciocínio. Bem voltando ao assunto, já pensou em se matar? Cara, deixa eu te contar o que você vai perder se fizer isso. A começar pela sua vida, bem se você acha que já viveu tudo de ruim que a vida podia lhe oferecer, bem tenho uma má noticia pra te dar, você não viveu tudo de ruim que a vida tinha para lhe dar, sabe por quê? Porque tudo que você está passando é uma fase e segundo quando queremos algo fazemos para que aquilo aconteça, exemplo disto, se você está pensando em se matar, você vai fazer isso e não sou eu ou outra pessoa que vai te convencer do contrário, então sobre esta ótica de pensamento, antes de querer se matar queira ficar bem! Segundo que ao tirar sua vida, existem pessoas que serão afetadas, obviamente, não se ache o rei da cocada preta, você será culpado por uma série de acontecimentos, bem como até um outro suicídio. É uma cadeia, e quer pensar mais longe ainda? Estamos todos conectados, vivemos em um mundo onde tudo e todos estão de alguma forma conectados às experiências vividas de cada pessoa. Não me venha com um papo de que ninguém notará sua presença, existe uma frase que o Clay Jansem fala na série 13 Reasons Why e que vale a pena citar “Uma parte do mundo foi embora e ninguém parece ter notado isso” ele fala isso porque perdeu a única pessoa que ele amou o seu primeiro amor. Sim existe alguém que se importa com você que ficará triste com a sua partida. Mas o que o suicídio tem a ver com alma livre? Tudo! Porque quando alguém pensa em tirar a sua própria vida, está negando o direito a outra pessoa de conhecer suas experiências e compartilhar seus momentos. Lembra o que eu falei, de alguma maneira estamos todos conectados, estamos nessa juntos.

Ter a alma livre é perceber que nem tudo será fácil, é reconhecer que o difícil será desafiador e emocionante será a aventura. Sabe o que é paz? É a reação que nos mantém vivos, na luta. A paz nada tem a ver com vitória ou derrota. Tem a ver só com luta. Sim, você deve manter a tua paz diariamente. Se não tem luta, você está morto. Quem morreu não está em paz, parou de lutar. Perdeu a guerra, literalmente. Esse “descanse em paz” só existe para aqueles que dizem isso daquele que se foi. Em paz pode ele não estar. O corpo vai lutar e vai perder. Do espírito não se sabe.

A paz absoluta não pode existir, pois ela não existe em nenhum lugar da natureza, nem mesmo lá no zero absoluto.

 Você alma livre não foi feita para se submeter ao que os outros pensam de ti, não foi feita para se encaixar em um lugar, não é o que te dizem, nem tão pouco o que falam de ti, você é livre para ir onde quiser, livre para ser o que quiser, mas lembre-se, seja você quem for, saiba para onde deve ir e jamais se perca do seu caminho para caminhar o caminho dos outros. Trilhe seu caminho e seja livre.

 

MARCADORES:

Alma livre be free conhecer vida estilo vida sabedoria lugar eu