Essa é a coisa mais valiosa que você tem

Passamos a vida correndo atrás de dinheiro, mas nem todo o dinheiro do mundo pode repor o seu tempo na Terra.

Postado por Pedro Silveira em 08/05/2017 23:00:03

Um rapaz reclamava da falta de tempo. A rotina dele era trabalho, academia, Facebook, cama. Os dias passavam rápido. Quando via, já era fim de semana e ele não tinha se planejado para fazer nada. Essa é a realidade de muitos nós. O trabalho como atividade principal, a que toma mais tempo. E a semana passa voando.

Mas por que o tempo passa rápido?

O tempo passa rápido quando olhamos para trás e não conseguimos diferenciar um dia do outro. Todos os dias parecem iguais. O passado é um borrão em que não há muita diferenciação do que aconteceu. E por isso o tempo passado, na nossa cabeça, diminui. Parece que foi rápido. E muito disso acontece pelos tipos de rotinas em que estamos inseridos, incluindo o trabalho.

Se você parar para pensar na última vez que viajou, provavelmente sabe dizer aonde foi, que lugares visitou. Provavelmente lembra de ao menos uma mão cheia de momentos incríveis, certo? Mas se você tentar lembrar dos últimos 30 dias na sua empresa, talvez fique mais difícil. Pode parecer que o tempo passou muito rápido - talvez você já esteja há anos fazendo a mesma coisa.

O problema é que trabalhar demais e se sujeitar a rotinas monótonas que você não gosta em troca de dinheiro pode sair muito caro. Caro porque o trabalho nada mais é do que a troca do seu tempo e habilidade/conhecimento por uma remuneração financeira. Não é questão de sair por aí se demitindo sem pensar em como pagar as contas, precisamos da grana para sobreviver. Mas o dinheiro, quando gasto, pode ser recuperado. O tempo da sua vida, não.

 

O tempo que você tem aqui respirando na Terra é a coisa mais valiosa que se pode ter, pois não há nenhum jeito de recuperar. Nem todo o dinheiro do mundo pode fazer você poder voltar atrás para viver a vida que não viveu. Lá na frente, a maioria das pessoas se arrepende do que deixou de fazer, das oportunidades que não agarrou ou criou. Essas mesmas pessoas lembram de momentos que passaram com pessoas que gostam, lugares incríveis que viram, coisas fantásticas que conseguiram. É isso o que mais importa, coisas que você só pode fazer agora, porque seus 26 ou 34 ou 18 anos não voltam nunca mais.

Emprego formal no escritório é a coisa mais normal do mundo e justamente por isso talvez não seja o caminho a ser seguido. Há várias outras formas de ganhar dinheiro hoje em dia, algumas delas propiciando que você possa viver mais fora das 4 paredes geladas da empresa e mais na praia, na neve, praticando esportes ou com amigos e família. Não é fácil, mas a ideia é que você abra seus horizontes, procure na internet e veja que a vida não é só um leque de opções que colocam na sua frente. Há outros caminhos a serem explorados.

Talvez o melhor caminho seja buscar um novo caminho.

Numa empresa em geral você está comprometendo 1/3 do seu dia, ou mais da metade do seu tempo de vida acordado, para gerar lucros para pessoas que talvez nem saibam da sua existência. Será que vale a pena?

Tempo é a coisa mais valiosa que um ser humano pode gastar. Então o que pode valer mais a pena do que se planejar e buscar outras alternativas para que você possa aproveitar melhor esse seu tempo?

Ser o motorista da própria vida pode ficar mais fácil se você arranjar um jeito de se virar por conta própria, sem depender de ninguém e sem trabalhar mais em prol de outros do que pra você mesmo.

O dia, a semana, o mês. Já foi, passou. Assim, bem rápido.

Só temos que tomar cuidado pra não deixar a vida passar.

 

Originalmente publicado em "A coisa mais valiosa do mundo".

 

 

MARCADORES:

vida trabalho felicidade