redacao @ hierophant.com.br sexta, 22 de maio de 2015

Produzimos uma Cultura de Devastação - José Saramago


Saramago

Todos os anos exterminamos comunidades indígenas, milhares de hectares de florestas e até inúmeras palavras das nossas línguas. A cada minuto extinguimos uma espécie de aves e alguém em algum lugar recôndito contempla pela última vez na Terra uma determinada flor. Konrad Lorenz não se enganou ao dizer que somos o elo perdido entre o macaco e o ser humano. Somos isso, uma espécie que gira sem encontrar o seu horizonte, um projeto por concluir. Falou-se bastante ultimamente do genoma e, ao que parece, a única coisa que nos distancia na realidade dos animais é a nossa capacidade de esperança. Produzimos uma cultura de devastação baseada muitas vezes no engano da superioridade das raças, dos deuses, e sustentada pela desumanidade do poder econômico. Sempre me pareceu incrível que uma sociedade tão pragmática como a ocidental tenha deificado coisas abstractas como esse papel chamado dinheiro e uma cadeia de imagens efêmeras. Devemos fortalecer, como tantas vezes disse, a tribo da sensibilidade...

José Saramago, em 'Revista Universidad de Antioquia (2001)'


Artigos semelhantes TODOS POSTS
Praesent lectus orci

Amigo - Pablo Neruda photo

1. Amigo, toma para ti o que quiseres, passeia o teu olhar pelos meus recantos, e se assim o desejas, dou-te a alma inteira, com suas brancas avenidas e [...]
Praesent lectus orci

TE POESIO photo

TE AMO POESIA... EM TUDO QUE FAÇO LEMBRO-ME DO TEU SORRISO, DOS TEUS PASSOS, VINDO DE ENCONTRO AO PAPEL EM BRANCO NO ÓCIO OU AGITO DO MEU QUARTO, CRESCENTE E [...]
Comentários